Blogger Template by Blogcrowds

Sobre um encontro...

Sobre um encontro...

Estou de pé na sobreloja da galeria e admirava a rua que se estendia lá embaixo, tendo, como moldura, o céu muito azul. Os muitos prédios que rodeavam o conjunto, a descida até uma praça lá no finalzinho da rua e o cruzamento na esquina da galeria onde me encontro. "Amorrrrr...", escuto e ela vem correndo ao meu encontro. O abraço é longo, sem espaço entre os corpos, sem uma fresta, sequer, para circular o vento e impedir o calor gostoso do seu corpo contra o meu. "Que abraço!", penso, enquanto a levanto do chão e rodopiamos como só as pessoas enamoradas sabem fazer. Dou-lhe as mãos e descemos a galeria. A rua imensa nos acolhe e nos perdemos nela, mas dela não quero me perder. Sinto que nunca fui tão feliz quando os transeuntes parecem nos fitar com uma pontinha de inveja...

Deitada ao final da rua sob um verde tapete de plantas, surge a praça e, na esquina, sussurro ao seu ouvido: "estou diferente, não é?" Ela apenas sorri, sem resposta e puxa meus braços que entrelaçam seus quadris enquanto um beijo pousa suave nos seus cabelos. Viramos à esquerda e, enquanto nos damos novamente as mãos, faço uma promessa muda de nunca mais perdê-la. O riso mais lindo do mundo me encara e sugere: "sorvete?". "- Sorvete", eu digo e, a caminho da sorveteria começo a me dar conta do local onde me encontro. Uma cidadezinha qualquer, de qualquer lugar, onde, em pouco, me perderei no gosto do sorvete e no olhar terno da mulher amada.

Assim teria sido, não fosse um despertar abrupto e o sentimento de que tudo transcorreu em míseros segundos. São três horas da manhã e a companhia mais próxima é o tic-tac do relógio... onde ela está???

UM SONHO

Havia, numa rua qualquer
alguém que me espreitava
que me espiava
quando eu passava

Rua de qualquer cidade
de qualquer país...

Havia alguém que se aproximava
e seu abraço
que comigo caminhava
descendo a rua, virando a praça...

Havia alguém a quem jurava
não mais perder de vista
Mas a rua foi engolida pela cidade
a cidade foi tragada pelo país

que não sei qual!
Que não sei onde!

4 comentários:

Seja muito bem vindo ao vida blogueira novamente.
sucesso.
bjão
http://memoriasquelle.blogspot.com

9:42 AM  

Querido Vander, que bom receber sua visita na Pausa do Tempo. Eu continuo escrevendo, agora uma vez por semana, religiosamente, mas não tenho mais energia para visitar e comentar todos os demais blogs. Mas vamo que vamo!

Bom saber que esteve no Rio e pensou em me procurar. Nós já trocamos emails antes! Anote novamente o meu: mvalmartins@uol.com.br. A ironia é que eu estive em BH segunda e terça dessa semana (22 e 23/11) para um evento na Academia de Idéias. Se tivesse visto antes o seu comentário, teria te chamado. Vamos ficar em contato. Muitos beijos!

10:12 AM  

Querido Vander, uma breve mensagem para desejar FELIZ ANO NOVO! Muita saúde, paz, felicidade, prosperidade, AMOR!

Beijocas,

4:23 PM  

...o]a vida é uma sonho ...o sonho é vida ...

gostei muito ...
Parabéns!!!

2:08 PM  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial