Blogger Template by Blogcrowds

Sobre pai e mãe

Honrar pai e mãe é mandamento bíblico. Nem precisava. Há coisas que nem precisariam ser disciplinadas por lei. A sua regulamentação pode e deve, perfeitamente, partir da consciência. Mas é lamentável verificar, pelas estatísticas e notícias veiculadas na imprensa a quanto chega o consideração de alguns filhos diante daqueles a quem deveriam amar, admirar e agradecer por cada dia da sua vida. O mandamento vai além, quando diz que os pais devem ser "honrados", essa palavrinha, de origem grega que significa valorizar ou considerar altamente, ter em grande estima. E isso porque? Porque um filho pode submeter-se à vontade de seus pais, obedecê-los, mesmo sem tê-los em grande estima. Infelizmente, além da inobservância ao mandamento, sequer a obediência pode ser observada hoje, em muitos lares. Isso, em parte por causa da desestruturação familiar, parte por causa de valores que os tempos modernos tem contribuido para que fiquem em segundo plano.

Os tempos atuais fizeram com que fosse necessária a aprovação de legislação específica para minimizar ou para punir maus tratos a pessoas idosas. Que belo exemplo oferece aos seus descendentes aqueles que praticam tal desrespeito. É como se liberasse os seus filhos do amor e da consideração por eles mesmos, quando atingirem essa etapa da vida.

Pena. Porque só à medida em que vamos aprendendo determinadas coisas na vida, a gente consegue enxergar a real dimensão que os pais tem em nossa vida. E compreender o significado, para eles, do amor filial. E, apenas a compreensão nos faculta amar e, consequentemente, honrar, já que não é possível honrá-los sem amá-los.

0 comentários:

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial