Blogger Template by Blogcrowds

Sobre o amor


Amo o amor que se reparte
en beijos, leito e pão.

Amor que pode ser eterno
e pode ser fugaz.

Amor que quer se libertar
para tornar a amar.

Amor divinizado que vem vindo.
Amor divinizado que se vai.

(Pablo Neruda- Crepusculário)


Pablo Neruda foi um poeta chileno. Um dos mais importantes do século 20, prêmio nobel de literatura em 1971.

O filme "O carteiro e o poeta", de 1994, retrata sua passagem por uma ilha da Itália com sua terceira mulher e a amizade com um carteiro que lhe pede para ensiná-lo a escrever versos.

Neruda morreu aos 69 anos, em 1973. Foi cônsul do Chile na Espanha e no México e um dos pré candidatos a presidente do seu país em 1970. Deixou pérolas como "Vinte poemas de amor e uma canção desesperada", "cem sonetos de amor", entre muitos outros.

1 comentários:

"...Devolva o Neruda que você me
tomou e nunca leu..."
Trocando em miúdo.
Música de Chico Buarque de Holanda
e Francis Hime.

9:33 PM  

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial